skip to Main Content

Geninha da Rosa Borges

Geninha Da Rosa Borges

A existência tomada por 68 personagens

“O teatro tomou a minha vida inteira. Eu já fiz 68 personagens.”

“Nós somos o Teatro de Amadores de Pernambuco, continuamos até hoje e não recebemos nenhum tostão. Excursionamos pelo Brasil inteiro, há placas nossas em São Paulo, no Rio Grande do Sul – onde chegávamos fazíamos bastante sucesso.”

“Tinha muita vontade de montar a peça Harold and Maude, cheguei a traduzir e a fazer toda no papel para o palco giratório. De um lado, o vagão do trem, que era a casa dela, e do outro teria a casa do rapaz, do rico. Minha vontade era montar isso no fim da minha vida, mas a menina está fazendo, a Glória Menezes. Quando o Sul está fazendo, a gente não pensa mais, não dá.”

“O grande sucesso nosso, que é pro lado da comicidade, chama-se Um Sábado em Trinta, de Luiz Marinho, um autor de Pernambuco. O sucesso da peça foi tão grande com o nosso grupo que ele nos doou o texto, só nós podemos fazer essa peça. Levamos todos os anos em abril e estamos em segundo lugar no Guinness, o livro dos recordes. O primeiro lugar é da peça A Ratoeira, de Agatha Christie, que vem sendo apresentada na Inglaterra há 52 anos. E nós temos 36 anos ininterruptos com Um Sábado em Trinta.”

Foto: Alexandre Belém/JC Imagens

VOLTAR
Back To Top